Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, uma linha de cosméticos totalmente orgânica e vegana sem aditivos químicos produzidos a partir do óleo de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com a Síndrome de Asperger, um tipo de Autismo leve que gera irritações moderadas. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

Como o lubrificante de cannabis funciona e como aplicar?

2 minutos de leitura

lubrificante de cannabis

O poder cosmético e terapêutico da cannabis vem sendo cada vez mais explorado. A planta, que ainda enfrenta muito estigma por parte da sociedade, mostra potencial para se tornar um insumo importante que pode dar origem a diversos produtos, inclusive um lubrificante de cannabis.

Sim, as propriedades presentes na cannabis podem ajudar as pessoas a terem uma experiência sexual mais prazerosa. Além de retardar o orgasmo, o produto têm efeito afrodisíaco e anestésico local. O melhor de tudo isso é que estamos falando de um produto totalmente natural. Mas como ele funciona? Te explicamos a seguir.

Lubrificante de cannabis: do que é feito?

O principal componente de um lubrificante de cannabis é a maconha. A planta possui centenas de componentes químicos, muitos deles conhecidos como canabinóides. Ao serem absorvidos pela pele, esses componentes produzem efeito relaxante e estimulante.

 Além disso, a cannabis é um afrodisíaco milenar. A planta aguça os sentidos, aflora a sensibilidade e ajuda a potencializar o que a pessoa já tem dentro de si e a descobrir coisas novas.

Além da cannabis, o lubrificante de maconha também leva outros aditivos em sua composição. O lubrificante de cannabis vegano da Linha Canabica da Bá, por exemplo, leva ainda jambu, água e óleo de coco. 

Você já deve ter ouvido falar no jambu. Essa planta típica da cultura do Norte do país produz uma sensação anestésica local, graças à sua composição natural. “Quis desenvolver esse lubrificante valorizando os produtos naturais brasileiros. O jambu é um símbolo cultural da Amazônia e é usado como anestésico há gerações”, explica Bárbara Arranz, criadora da Linha Canabica.

Além da cannabis e do jambu, a vaselina e o óleo de coco também fazem parte da fórmula. Elas são responsáveis por produzir o efeito hidratante do lubrificante de cannabis. O resultado é um produto 100% vegano, indicado para todos os tipos de peles e que potencializa os momentos de prazer.

Como usar o lubrificante de cannabis?

O lubrificante de cannabis pode ser usado por qualquer pessoa. É recomendado que ele seja aplicado na vagina, no ânus e no clitóris. Após a aplicação, o local deve ser massageado e, em questão de segundos, os componentes da fórmula são absorvidos pela pele e começam a fazer efeito.

Para um primeiro uso, recomenda-se a aplicação de uma pequena quantidade de produto. A sensibilidade das pessoas varia bastante e cada uma vai descobrir a quantidade de produto que precisa para despertar os efeitos mágicos da cannabis.

Onde encontrar o produto?

Existem alguns lubrificantes de maconha no mercado, mas quase todos são importados e custam um valor considerável. Para garantir que você estará usando um produto 100% natural, brasileiro, que não agride a pele e nem produz efeitos colaterais, o mais indicado é o lubrificante de cannabis da Linha Canabica da Bá.

No mercado desde 2019, a Linha Canabica cresceu e hoje já é referência quando o assunto são produtos à base de cannabis. Além do lubrificante, a linha conta com diversos outros produtos como shampoo, condicionador, creme de massagem, sabonete e o potente Óleo de Cannabis Full Spectrum.
Siga a Linha Canabica da Bá no Instagram e fique por dentro das novidades.

20 FATOS DA VAGINA por @hanakhalilal

Avatar
Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, uma linha de cosméticos totalmente orgânica e vegana sem aditivos químicos produzidos a partir do óleo de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com a Síndrome de Asperger, um tipo de Autismo leve que gera irritações moderadas. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *