Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, uma linha de cosméticos totalmente orgânica e vegana sem aditivos químicos produzidos a partir do óleo de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com a Síndrome de Asperger, um tipo de Autismo leve que gera irritações moderadas. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

CBD e fibromialgia: como o óleo de cannabis pode ajudar os pacientes?

3 minutos de leitura

Conviver com a fibromialgia não é fácil. A síndrome causa dores e desconfortos que podem afetar seriamente a qualidade de vida e o dia a dia dos pacientes. O que muita gente não sabe é que o óleo de cannabis pode ajudar pacientes com essa doença a tratarem os sintomas da enfermidade. Mas, qual a relação entre CBD e fibromialgia?

Fibromialgia é uma síndrome de origem desconhecida e relativamente comum. De acordo com o Dr. Charles Amaral de Oliveira, membro da American Society of Interventiomal Pain Physicians (ASSIP), a doença atinge entre 2% e 10% da população mundial, mas é difícil cravar um número. 

As maiores afetadas são as mulheres jovens, sendo que a maioria dos doentes têm entre 20 e 50 anos. A cada 8 pacientes que sofrem de fibromialgia, 7 são mulheres e apenas 1 é homem. 

Como a ciência ainda não sabe a causa exata da fibromialgia, a doença não tem cura. O que pode ser feito são cuidados paliativos para amenizar as dores. É aí que está a relação entre CBD e fibromialgia: o óleo de cannabis pode ser um poderoso aliado no tratamento dos sintomas da doença. Mas como? Falaremos sobre isso a partir de agora.

CBD e fibromialgia: quais os sintomas da doença?

O que a ciência já sabe é que pacientes com fibromialgia sofrem de uma condição atípica onde os estímulos são captados e interpretados de uma maneira errada pelo cérebro. Essa interpretação faz com que a percepção de dor seja “bagunçada”, levando a pessoa a sentir fortes dores que aparecem do nada ou a partir de leves estímulos.

A fibromialgia causa dores generalizadas no corpo e nas articulações. Também está relacionada ao cansaço extremo, dificuldade de atenção e insônia. É muito comum que pacientes que sofrem da doença apresentem dificuldade para dormir, embora estejam física e mentalmente cansados.

O tratamento disponível para a fibromialgia atualmente consiste em um coquetel de medicamentos que inclui relaxantes musculares, ansiolíticos, antidepressivos e analgésicos. Também é recomendado que o paciente faça atividades físicas leves, especialmente exercícios  aeróbicos e anaeróbicos. 

Para aqueles que convivem com a doença, ser dependente de tantos remédios não é uma rotina agradável. É por isso que é importante falar sobre CBD e fibromialgia.

CBD e fibromialgia: como a maconha pode ajudar?

Há diversos estudos sendo conduzidos sobre o uso da cannabis para ajudar pacientes com fibromialgia. Por exemplo, o estudo Safety and Efficacy of Medical Cannabis in Fibromyalgia, publicado em  2019 no Journal of Clinical Medicine,Israel, trouxe os resultados do tratamento com cannabis em 367 pessoas que usaram a maconha medicinal por 6 meses.

Os pacientes em questão sofriam de dores crônicas causadas pela fibromialgia e faziam uso do coquetel de medicamentos para tratar os sintomas da doença. Após 6 meses usando o óleo de cannabis, 71% dos pacientes relataram que a escala de dor foi de 9 para 5 em média, ou seja, caiu pela metade. O estudo conclui dizendo que “a cannabis medicinal parece ser uma alternativa segura e eficaz para o tratamento dos sintomas da fibromialgia”.

Em outro estudo (publicado em 2020), 17 mulheres brasileiras com fibromialgia fizeram uso do óleo de cannabis full Spectrum (rico em CBD e THC)  e tiveram resultados significativos na melhora da dor e da fadiga. O estudo chamado Ingestion of a THC-Rich Cannabis oil in People with Fibromyalgia: A Randomized, Double-Blind, Palcebo-Controlled Clinical Trail foi publicado na revista científica Pain Medice, da Universidade de Oxford.

Mas, qual o segredo do óleo de cannabis? A chave são os canabinóides e como eles são absorvidos pelo nosso organismo!

A maconha possui mais de 400 componentes e muitos deles são exclusivos da planta – os canabinóides. THC e CDB são os mais populares, mas há muitos deles.

No começo da década de 90, especialistas descobriram que nosso organismo possui um par de receptores (localizados no cérebro e espalhados pelo corpo) que reagem positivamente aos canabinóides. Os receptores CB1 e CB2 receberam o nome de Sistema Endocanabinóide.

Quando um paciente ingere o óleo de cannabis regularmente, ele ativa esses receptores que atuam na melhora das dores musculares, insônia, depressão e também ajudam a controlar algumas desordens cerebrais (daí a eficácia da cannabis no tratamento de doenças como epilepsia e Parkinson).

Embora não seja capaz de promover a cura da fibromialgia, o óleo de cannabis é uma alternativa 100% natural, com baixíssimo índice de efeitos adversos e que promove uma melhora considerável na qualidade de vida de pacientes que sofrem de dores crônicas.

Onde encontrar o óleo de cannabis no Brasil?

oleo-cannabis-linha-canabica
oleo-cannabis-linha-canabica

O óleo de cannabis que leva o nome de full Spectrum é extraído de modo a conservar todos os componentes da maconha. Ele é rico em canabinóides e outras substâncias benéficas, mas sua extração é conduzida em laboratório de modo a garantir que ele não tenha potencial de deixar a pessoa “brisada”.

No Brasil, há algumas associações de pacientes que produzem o óleo e distribuem para seus associados. Mas a demanda é grande e muitos pacientes não conseguem ser atendidos, fazendo com que alguns recorram a importação (bastante custosa) e outros fiquem sem ser atendidos.

A nível federal, o congresso está discutindo a estruturação de uma cadeia de produção de medicamentos à base de cannabis que envolve inclusive a distribuição via SUS. Mas o projeto em questão, de autoria do deputado Paulo Teixeira, ainda está longe de virar lei. Muitas discussões e articulações precisam ser feitas.

Outra alternativa é a Linha Canábica da Bá, uma linha nacional de produtos veganos à base de maconha. A Linha da Bá comercializa o óleo de cannabis e entrega para todo o Brasil. Além disso, ao preencher um formulário de solicitação no site, o paciente recebe orientações sobre como deve usar o óleo.

Para ficar por dentro de novidades sobre o poder da maconha medicinal e receber sempre muitas informações sobre o assunto, siga a Linha Canábica no Instagram e no LinkedIn.

Você precisa de Maconha Medicinal?
Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, uma linha de cosméticos totalmente orgânica e vegana sem aditivos químicos produzidos a partir do óleo de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com a Síndrome de Asperger, um tipo de Autismo leve que gera irritações moderadas. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *