Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, iniciativa com foco em pesquisa e desenvolvimento de produtos veganos com infusão de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com autismo. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

Saúde bucal no Brasil: como a cannabis pode ajudar

5 minutos de leitura

Saúde bucal no Brasil: como a cannabis pode ajudar?

Entenda como o canabinóide CBD pode ajudar a tratar problemas como o bruxismo e como os terpenos de cannabis podem auxiliar em questões como placas bacterianas e mau hálito.

O Brasil é o país com o maior número de dentistas em atuação no mundo! De acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CFO), o Brasil possui 336.160 dentistas. Nosso país responde por cerca de 19% dos profissionais de saúde bucal do planeta!

Apesar disso, os desafios envolvendo a saúde bucal da população brasileira são enormes! Embora a odontologia seja uma especialidade coberta pelo SUS, estima-se que apenas 30,7% dos atendimentos odontológicos no país sejam feitos pela iniciativa pública. Mais de 69% dos atendimentos e procedimentos realizados no país são feitos por profissionais da rede particular. Os dados foram publicados em um artigo que analisou a situação do sistema de serviços de saúde bucal no Brasil.

Quais são os principais problemas enfrentados pelos brasileiros quando o assunto é saúde bucal? Como a cannabis pode ajudar nessa questão? A seguir, discutiremos esses assuntos!

Principais problemas de saúde bucal dos brasileiros

Apesar do elevado número de profissionais e da possibilidade de tratamento pelo SUS, o sistema de saúde bucal brasileiro ainda é bastante desigual. Poucas pessoas têm acesso a tratamentos completos e a grande maioria dos brasileiros só procuram um dentista quando estão com problemas mais graves e enfrentando dores e incômodos.

A falta de tratamentos odontológicos pelo SUS, a distribuição desigual de opções pelo país (com concentração no Sudeste) e a desigualdade social são alguns dos principais fatores que ajudam a explicar porque milhões de brasileiros visitam pouco (ou nunca) um profissional de saúde bucal. Segundo o IBGE, 11% dos brasileiros nunca foram ao dentista!

Diversos problemas de saúde bucal se desenvolvem porque os brasileiros em geral não vão muito ao dentista. Alguns dos principais são:

Cáries

As cáries acontecem por causa da má higiene bucal e o acúmulo de alimentos. Esse problema começa com as bactérias presentes na boca destruindo o esmalte do dente, de forma pequena e localizada. Com o avanço do problema, a cárie pode atingir as partes internas, como a dentina e a polpa.

As cáries deixam os dentes feios, furados e, em casos de cáries mais profundas, trazem muita dor e o comprometimento do dente.

Halitose

Também conhecido como mau hálito, esse problema bucal causa um odor desagradável na boca, o que pode comprometer a socialização do indivíduo.

O mau hálito pode ser causado pela má higiene da boca, mas também pode ser consequência de outras doenças bucais como placa bacteriana, gengivite e periodontite.

Placa bacteriana

Esse problema é causado pelo acúmulo de comida nos dentes – problema ocasionado pela falta de escovação ou escovação incorreta.

A placa bacteriana é formada quando o acúmulo de resíduos de comida passa a servir de alimento para as bactérias. Forma-se uma película transparente em cima dos dentes que, se não eliminada, pode levar a problemas como mau hálito, tártaro (dentes amarelados) e cáries.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação que atinge a gengiva. Ela é provocada pelas bactérias que ficam próximas dessa área e acontece devido à falta de higiene oral.

A gengivite pode causar dor, sangramento, sensibilidade e mau hálito. Pode ocasionar feridas na boca que dificultam a alimentação e comprometem o dia a dia da pessoa.

Periodontite

Quando a gengivite não é tratada, a inflamação pode virar uma infecção chamada periodontite. Quadro mais grave e que requer cuidados, a periodontite causa fortes dores, sangramentos e afeta os tecidos de sustentação dos dentes. Em situações complexas, a doença amolece os dentes e pode levar até mesmo à queda deles.

Bruxismo

O bruxismo não é um problema ligado à higiene bucal, mas é uma questão ortodôntica que também afeta milhares de brasileiros.

Trata-se de uma desordem funcional onde a pessoa começa a ranger ou apertar os dentes enquanto dorme. Tal pressão pode levar ao desgaste e amolecimento dos dentes e, em situações mais graves, o bruxismo pode levar a problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula.

Estima-se que o bruxismo afeta até 15% das crianças. Em muitas delas, o problema vai desaparecendo à medida que crescem, mas outras tantas continuam apresentando os sintomas mesmo adultas.

Segundo a ABO (Associação Brasileira de Odontologia), aproximadamente 40% das pessoas adultas sofrem desse distúrbio, em maior ou menor grau. Muitas delas nem sabem que sofrem de bruxismo e só descobrem quando alguém nota as crises durante o sono e avisa a pessoa.

Além do amolecimento dos dentes, o bruxismo pode causar dor de cabeça, dor e zumbido no ouvido, dor no pescoço, na mandíbula e nos músculos da face.

Tensão, estresse e ansiedade são apontados como desencadeadores dos episódios de bruxismo. Mas as causas da doença são desconhecidas, sendo que muitos médicos apontam que fatores genéticos podem estar envolvidos.

Como paliativo, médicos podem receitar ansiolíticos aos pacientes, para reduzir a tensão e a ansiedade. Outro recurso muito usado são as placas interoclusais flexíveis de silicone ou as placas rígidas de acrílico. Elas são moldadas no formato da arcada dentária do paciente e ajudam a diminuir o impacto do ranger dos dentes durante o sono.

Cannabis pode ajudar no tratamento do bruxismo?

Cannabis pode ajudar no tratamento do bruxismo
Cannabis pode ajudar no tratamento do bruxismo

O óleo de cannabis pode ser um aliado de pacientes que sofrem de bruxismo. O canabinóide CBD, por exemplo, é apontado como um importante auxiliador do sono e redutor da ansiedade (dois fatores que ajudam a amenizar as crises). 

Além disso, a combinação dos canabinóides pode ajudar os pacientes a relaxar os músculos e a diminuir as dores causadas pelos episódios de bruxismo. Tais substâncias atuam nos receptores cerebrais CB1 e CB2, que formam o Sistema Endocanabinóide.

A dosagem deve ser conversada com o médico, que avaliará o quadro do paciente e a gravidade dos episódios. As placas usadas durante o sono para controlar o bruxismo podem continuar sendo usadas, já que ajudam bastante na redução do impacto do ranger dos dentes.

O estudo Myorelaxant Effect of Transdermal Cannabidiol Application in Patients with TMD (Efeito miorrelaxante da aplicação transdérmica de canabidiol em pacientes com DTM) visou analisar os benefícios da cannabis, em especial do canabinóide CBD, para pacientes que sofrem de dores na mandíbula e disfunção temporomandibular (DTM) – causadas por fatores como o bruxismo.

Os pesquisadores dividiram 60 pacientes em 2 grupos: um recebeu placebo e o outro aplicações de CBD na região facial.

Os pesquisadores concluíram:

A aplicação da formulação de CBD no músculo masseter reduz a intensidade da dor dos músculos masseteres e melhora a condição do músculo em pacientes com dor miofascial. Mais pesquisas são necessárias neste campo, mas o CBD, como alternativa ao THC, deve ser levado em consideração na terapia dos músculos mastigatórios em pacientes com DTM”.

Os pesquisadores pontuam que o CBD é um canabinóide seguro, não produz efeitos psicoativos e não foram observados efeitos colaterais durante o estudo.

Leia também: Óleo Full Spectrum vs. CBD isolado – qual é melhor?

Terpeno de cannabis pode ajudar na saúde bucal

creme dental natural vegano hempvegan
creme dental natural vegano hempvegan

Há no mercado um creme dental vegano chamado Mint Haze. Produto 100% brasileiro e feito em harmonia com a natureza, ele alia ingredientes como óleo de coco, argila verde, óleo essencial de menta, cúrcuma e terpenos de cannabis para promover a higiene bucal completa.

O terpeno Limoneto está presente na cannabis e é usado na fórmula do Mint Haze. Esse terpeno é abundante nas plantas e, além de trazer um aroma único, também possui propriedades antifúngicas e antibacterianas – ajudando a combater a placa bacteriana e a formação de cáries.

Além disso, os ingredientes do creme dental ajudam a proteger o esmalte do dente e a evitar problemas como mau hálito e gengivite.

Onde encontrar informações sobre cannabis medicinal?

Se você tem dúvidas sobre a cannabis medicinal e sua utilização em questões como o bruxismo, entre em contato com a Associação Canábica Organizada por Mulheres (ACOM) para receber acolhimento e informações detalhadas sobre como a cannabis pode ajudar. Você também pode seguir a ACOM no Instagram!

Conheça a ACOM – Associação Canábica Organizada por Mulheres

acom-proposito
Barbara Arranz Bárbara Arranz​ é biomédica e atualmente vive em Madri, capital da Espanha. Mulher, mãe e ativista, é fundadora da LinhaCanabica.com, iniciativa com foco em pesquisa e desenvolvimento de produtos veganos com infusão de cannabis. Bárbara começou a pesquisa a cannabis há 11 anos, quando seu filho Raul nasceu e foi diagnosticado com autismo. Um de seus maiores objetivos é desmistificar a maconha e levar à cannabis até a casa das pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.